domingo, 31 de maio de 2015

Como continuar a sobreviver no Brasil?

Olá, pessoal. 

Pensei muito antes de escrever esse post. Sei que muitos poderão discordar, mas democracia é isso. 

Primeiramente: Se você está no Rio de Janeiro, lendo isso por um smartphone/tablet enquanto espera um ônibus ou enquanto relaxa em uma praça, sugiro fortemente que pare agora e guarde seu aparelho e leia quando chegar em casa. Por sua própria segurança.

Pode parecer piada ou exagero né? Mas é assim que tem acontecido no Brasil, e não faz pouco tempo. Faz pouco tempo que a mídia vem mostrando, e ai, parece algo crescente e momentâneo, mas não é. Os cariocas que nos leem podem me corrigir se eu estiver errado. 

O mundo tem estado estarrecido nas últimas duas semanas com a onda de violência que acomete o meu vizinho Rio de Janeiro. Pessoas sendo atacadas e mortas a facadas, por um aparelho celular, por um tablet, por um cordão. Pessoas sendo mortas ou feridas gravemente, simplesmente por possuírem algo que aqueles que lhes agride deseja, sendo coisas de tão baixo valor. Nenhum valor justifica uma violência tamanha, mas quando vemos pessoas sendo mortas por causa de um celular, percebemos o quão pouco vale a vida na mão de certas pessoas! E digo que o mundo está estarrecido, pois o Rio será sede da próxima Olimpíadas e por isso, estamos sendo muito observados pelo mundo. 

Mas isso não é exclusividade do Rio de Janeiro. Nosso Brasil vive sendo acometido por crimes bárbaros, desde o roubo de um celular ao roubo de bilhões, nas esferas mais altas de poder. Desde o descaso com a seca no Nordeste que também condena pessoas a morte, ao descaso com a saúde pública pelo país inteiro. 

Eu não vivo no Rio, mas também não tenho tranquilidade ao sair de casa. Nunca sei se voltarei, ou se serei assaltado e ferido, ou morto. Não sei se serei mais uma vítima de bala perdida, e que apenas servirá para aumentar estatísticas. Não sei se no trânsito, alguém ficará nervoso por motivo banal e tomará atitudes desnecessárias. Ou se dependerei do SUS, e sabe Deus o que seria de mim. Arrisco a dizer que caminhamos a barbárie. 

E com quem podemos contar no Brasil? Todos pedem que a polícia tomem conta dessa bagunça, mas a polícia é a esfera mais baixa do poder. Infelizmente são condicionados ao sistema. E "o sistema é fo*a, ainda vai morrer muito inocente", já dizia o Capitão Nascimento.

Entra Governo, sai Governo, e o Brasil continua sendo o país do futuro. Desculpa, mas eu não acredito mais nessa lorota de que o Brasil um dia será país de primeiro mundo. E a culpa não é só de um Governo falho, a culpa é também nossa, é também do cidadão.

Entendeu porque eu usei o termo sobreviver, no título desse post?! Porque eu não me sinto vivendo aqui. Me sinto sobrevivendo.

Diferente de muitos, e do que muitos pensam, eu não me iludo com o Canadá. Sei que terei inúmeras dificuldades, principalmente no início. Outro idioma, outra cultura, outro lugar, outras pessoas. Tudo novo e novo por muito tempo. Quase que completamente sem referências seja histórica ou seja de uma piada que escutarei e que não fará sentido pra mim.

E o frio?! Ahhh o frio! Uma das grandes capacidades dos seres vivos, é a adaptabilidade. Por mais difícil que seja, acostuma-se. Mudar é preciso, e com isso, essa capacidade natural vem a tona, ou ao menos deveria ser assim para todos. Eu já falei sobre mudança, e se você não leu, recomendo fortemente a leitura. Você pode ler clicando aqui.

Mas nem de longe, o Canadá poderia ser comparado ao Brasil. Apesar de eu amar meu país, e de ser o lar da minha família, dos amigos e ser o local onde minhas raízes estão, eu não sinto que pertenço a esse lugar. 

Se você é novo por aqui, e não entende o que eu falo, pesquise um pouco sobre saúde, segurança, transporte, infraestrutura, distribuição de renda, corrupção, inflação e o que mais se interessar, tendo como referência o Canadá. Você entenderá o que eu estou dizendo. 

O que não dá mais gente, é esse sentimento de insegurança, de impunidade. Somos assaltados e agredidos direta e indiretamente de todos os lados, por todas as esferas de poder. Todos os dias somos condenados a morte, seja pela falta de segurança ou por um sistema de saúde falho, e que diferente do que um político nosso disse, não é exemplo pra ninguém. Sinto que não passo de simples estatística para um Governo que não está nem ai para os interesses de sua população.

Quer ver a diferença de segurança pública e uma comparação rápida sobre os números de homicídios no Brasil e no Canadá? Clique aqui.

Sinceramente, não será aqui que criarei meus filhos. Não serão os valores dessa sociedade que eles terá como exemplo.

Você que talvez compartilhe do mesmo pensamento que o meu, e que está nessa caminhada, rumo ao Canadá, por mais difícil que seja, não desanime. Sei que é uma verdadeira batalha conseguir a tão sonhado status de Residente Permanente, mas não desista. Continue! Afinal, não deve ser mais difícil que sobreviver no Brasil, né?! 

Um abraço a todos!

8 comentários:

  1. Muito bom, e vamos seguir lutando!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Adriel. Esse é exatamente o nosso sentimento. Está muito difícil viver com essa sensação de impotência e impunidade e como não podemos mudar isso, nós é que vamos mudar (para o Canadá).
    Abraços.
    TA no Canadá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, pessoal! Difícil seguir vivendo assim! Acredito que estamos no caminho correto! Com fé em Deus, tudo vai dar certo! =)

      Excluir
  3. É galera, enquanto o governo conseguir alienar a confiança da população com esmolas (bolsas), nada mudará. O político continuará enrriquecendo, colocando nos próprios bolsos o dinheiro que deveria ir para os serviços básicos. Não vamos participar desta palhaçada, vamos embora.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Canada Vip. Muito boa colocação! Abraço!

      Excluir
  4. Oi Adriel. Falou tudo em seu texto, mas a última frase "Afinal, não deve ser mais difícil que sobreviver no Brasil, né?!", é uma injeção de ânimo tanto pra quem está começando com os planos de imigrar quanto para aqueles embarcando hoje rumo ao Canadá!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Diogo qbc! Essa era a ideia. Ajudar o pessoal a entender que difícil mesmo, é continuar no Brasil! Que a cada dia que passa, tem ficado pior! Espero que todos tenham entendido essa mensagem! Um abraço!

      Excluir